maio 262015
 

Maniac.2012.720pEste remake tem o roteiro escrito por Alexandre Aja que é diretor e roteirista de um dos filmes mais violentos da história ‘Haute Tension’!  O longa é inovador pela perspectiva do assassino.  Alguns detalhes também foram adaptados a realidade dos dias de hoje como o uso de um computador por exemplo. ao passo que na versão original, Frank é fotografado em um parque, no atual é justamente na loja onde mora, etc. Leia sobre a versão original de 1980.


Dirigido com uma elegância estética surpreendente por Franck Khalfoun (P2 – Sem Saída), o longa acompanha o serial killer Frank Zito (Elijah Wood) que é dono de uma pequena loja de manequins que também lhe serve como lar, e onde também restaura velhas peças em novos modelos de plástico.

O aspecto doentio do moço fica por conta do modus operandi do assassino. Ele tem preferência por jovens mulheres e as escalpela, utilizando o cabelo como acessório realista em seus bonecos. Sua rotina de matança parece mudar quando uma bela fotógrafa, Anna (Nora Arnezeder) se interessa por seus manequins e decide utilizá-los numa próxima exposição. A partir daí, Frank se interessa romanticamente pela moça, mas um potencial relacionamento entre eles parece improvável devido à forte psicopatia do rapaz.

Um fiapinho de roteiro, escrito por Alexandre Aja e Grégory Levasseur (Viagem Maldita, Alta Tensão) que parecia sugerir apenas mais um filme genérico acaba surpreendendo, pois é aí que entram as sábias escolhas feitas pela direção e produção do filme.

No meio desse texto todo, ainda não há como deixar de citar a trilha sonora composta por Robin Coudert (aqui citado apenas como Rob) que investe em composições eletrônicas e sintetizadores que transportam diretamente o espectador de volta às produções dos anos 1970/1980.

Por trás de sua inofensiva aparência de remake de um exploitation com cara de filme B, Maníaco traz consigo uma aura cult, mais do que merecida se pensarmos que o filme é um inteligente exercício de estilo de Khalfoun e Aja e que lança para si mesmo um rótulo que poderíamos chamar de horror de arte. Nada mal para uma refilmagem de um ilustre desconhecido.

Fonte e texto na íntegra: horrorreviewing.blogspot.com.br


Maniaco-314x458O filme é VIOLENTO ao máximo, não esconde nada, é tudo explícito, cruel e muito brutal. Nesta versão, Frank é doente, não possui sentimentos humanos, típico serial killer, mesmo que no enredo apresentem algumas situações são humanamente impossíveis de acontecer (matar a sangue frio em um estacionamento e ninguém ver, entrar num prédio super moderno e não ser filmado ou até mesmo encontrado e claro, conseguir sair do prédio sem problema algum), mas não perde seus méritos e é um prato cheio p/ aqueles que realmente admiram o gênero!


Sinopse: Remake de Maniac (1980), de William Lustig.

O jovem Frank vive numa antiga loja de manequins em Los Angeles, que pertencia à sua mãe. Ele se dedica a restaurar os manequins acrescentando-lhes um toque especial: o couro cabeludo que ele próprio escalpela de mulheres reais. Sua obsessão convive em meio a lembranças da mãe, que o atormentam constantemente. Solitário, Frank acaba criando uma relação muito próxima com Anna, uma jovem fotógrafa que lhe pede ajuda para uma performance. Mas seus impulsos tornam-se cada vez mais incontroláveis.


Versão 2012 tem 2 *.torrent: versão original (+ legendas *.srt PT e BR) e a versão dublada BR (1080p)
Download 2012:  Torrent + Legenda: Maniac.2012 (original+ dublado))
Download 1980: Torrent + Legenda: Maniac.1980 (Ita-Eng Audio)


FIcha Técnica:

  • Nota no site IMDb: 6.2
  • Direção: Franck Khalfoun
  • Gênero: Terror
  • Origem: EUA | França
  • Idioma: Inglês
  • Duração: 89 min.
  • Elenco: Elijah Wood, America Olivo, Nora Arnezeder
  • Classificação: 16 anos: Violência, Cenas de Sexo

82
Maniac.2012
Maniac.2012
Maniac.2012.zip
324.4 KB
82 Downloads
Details

  3 Comentários para “Maniac – 2012”

  1. Excelente !!!
    O modo da câmera em primeira pessoa é incrível, passamos de espectador para protagonista principal hehe.
    As arte do Frank é mal cheirosa atrai insetos mas ele ver beleza nisso.

     
  2. Pessoal,

    como bom sexagenário, vou fazer o papel dos velhos: transmitir-lhes informações do passado.

    A “câmara subjetiva” não é exatamente uma inovação. Foi introduzida por Francesco Rosi no clássico O BANDIDO GIULIANO, de 1962.

    A trajetória do bandido siciliano Salvatore Giuliano é vista, durante duas horas de filme, pelos olhos dele. Não para tornar o filme interessante, mas para mostrar Giuliano como um produto do meio: miséria, religião, gangsterismo, falência do Estado. Rosi quis tirar-lhe a aura de marginal romântico, reduzindo-o a um homem que, mais do que agir, reagia às circunstâncias de vida que lhe eram impostas.

    Ele só é focalizado pela câmara objetiva quando já está morto, estendido no chão.

     
  3. Ele tem sentimentos humanos Fanz, só que foram destorcidos com o tempo deixando o trauma da infancia ainda pior, como na cena da hipster que ele acaba lembrando da mãe…

     
error: Content is protected !!