jun 062015
 

Informações sobre “qualidade x formato” de arquivos de vídeo.

Muitos são feras em baixar filmes na net, mas nem todos conhecem algum tipo de qualidade ou formato disponível na rede e perguntam sobre estes formatos.

Antes de explicar os vários formatos, é necessário entender um outro conceito: os codecs. Um codec é um codificador/decodificador implementado via hardware ou software. Os dispositivos interpretam sinais digitais e, no caso dos vídeos, realizam a compressão ou descompressão dos arquivos de vídeo nos mais variados formatos.

Basicamente, para que um vídeo rode em um dispositivo (computador, tablet, smartphone, etc.), é preciso que um codec (ou conjunto de codecs) “interprete” o vídeo no dispositivo. Dessa forma, cada formato de arquivo de vídeo (AVI, WMV, FLV etc) utiliza um conjunto de codecs específicos para realizar sua compressão e/ou descompressão.
fonte: techtudo.com.br/artigos/noticia/2013/04

No texto abaixo há um pequeno resumo das qualidades e formatos existentes na net ‘para baixar’. Todos as qualidades e formatos são considerados pelos uploaders, igual ou superior a um DVD convencional.

Qualidades

DVDRip – Filmes extraídos (ou ripados) diretamente de DVDs convencionais e convertidos para outros formatos (AVI, RMVB, etc). São retirados os menus e informações adicionais com o intuito de ocupar menos espaço em disco. Se possível, é lançado na internet antes mesmo do DVD de venda e/ou aluguel ser lançado. A qualidade é excelente.para tv de tubo e ruím ou intermediaria para tvs HDS. DVDrips são lançados DivX/XviD.

WEBRip – É um Rip feito a partir de um Stream do Filme na Net, através de programas próprios para que não perca a qualidade com que ele é transmitido na Internet. A qualidade do filme pode ser excelente ou intermediária, confira as notas de áudio e vídeo presentes na postagem.

HDRip – Ripado (copiado) em alta resolução. Alguns por terem a origem da Ásia, vem com legendas embutidas em koreano, chinês e japonês. Mas sua qualidade de áudio e vídeo são ótimas.

BDRip / BRRip – Filmes extraídos (ou ripados) diretamente de discos Blu-Rays e convertidos para outros formatos (AVI, RMVB, etc). São retirados os menus e informações adicionais com o intuito de ocupar menos espaço em disco. A qualidade é excelente e superior ao DVDRip.

BDRip / BRRip 480p, 720p ou 1080p – Filmes extraídos (ou ripados) diretamente de discos Blu-Rays e convertidos para outros formatos (AVI, MP4 ou MKV). São retirados os menus e informações adicionais com o intuito de ocupar menos espaço em disco. A qualidade é excelente, costuma ser superior ao BDRip / BRRip, pois possuem uma qualidade melhor de codecs. Lembrando que 1080p sempre terá uma qualidade melhor que 720p e 480p, aliás quanto maior o número de pixels, melhor a qualidade.

Blu-Ray 720p ou 1080p – O Blu-Ray é o processo de extração e codificação dos vídeos contidos em um disco Blu-ray, para que sejam compatíveis com players comuns, dispensando a necessidade de leitores Blu-ray. Apesar de reduzir bastante o tamanho dos arquivos, um filme com qualidade Blu-Ray pode exceder a capacidade de um DVD de camada simples. A qualidade é bem maior que outras qualidades, aliás é a melhor que pode encontrar no site. Blu-Rays são lançados em MKV (Matroska).

HDTV / PDTV – Os PDTV são capturados de uma TV com cartão PCI DIGITAL, normalmente gerando os melhores resultados. Muitas vezes vemos o rip rotulado como HDTV também, mas as diferenças entre esses dois termos são apenas técnicas. Os grupos costumam lançar em SVCD, apesar de rips em VCD/SVCD/DivX/XviD serem aceitos nos rips de TV. São de qualidade excelente.

WEB-DL 720p ou 1080p – São episódios ou filmes que foram comprados no iTunes (alguém foi lá e comprou), converteu e upou na internet para todo mundo baixar. Tem Qualidade semelhante ao HDTV, pouco inferior aos Blu-Rays. Eu gosto muito dessa qualidade, sempre mais leve que os blu-rays e com pouca inferioridade na qualidade.

DVD-R – São cópias dos DVDs, sem nenhuma modificação, como retirada de menu e informações adicionais. Possuem os formatos que qualquer aparelho de DVD lê, sem necessidade alguma de converter. Geralmente vem compactados na forma .ISO. Após o download basta gravar o arquivo .ISO em um DVD convencional e pronto.

Formatos

ISO – é um formato de arquivo que contém todas as informações sobre o conteúdo de um CD ou DVD, seja ele de áudio, vídeo ou dados. Necessita programa descomprimi-lo (winzip ou winrar)

AVI – Audio Video Interleave. É um formato encapsulador de áudio e vídeo criado pela Microsoft cuja extensão oficial é .avi. É um dos formatos mais populares no mundo, nativamente reconhecido pela maioria das versões do Windows e por todos os leitores de DVD que são compatíveis com o Codec DivX.

MP4 – em muitos aspectos bastante parecido com o AVI, o MP4 traz a vantagem de ter suporte nativo a legendas (ou seja, nada de legendas em arquivos separados), codecs Xvid, DivX e ao poderoso H.264 para vídeos e ACC para áudio. Usuários que querem o equilíbrio entre qualidade e compactação geralmente preferem o MP4, e hoje já temos mp4 em contêiner MKV e x 264,(720p e 1080p) mas ele ainda é pouco popular perto do AVI.

WMV
WMV é a sigla para Windows Media Video. Este formato foi desenvolvido pela Microsoft e faz parte dos arquivos multimídia da empresa, assim como os arquivos de áudio com extensão WMA (Windows Media Audio). A vantagem deste formato está no fato de já acompanhar o Windows por padrão, ou seja, não é necessário instalar nenhum programa ou pacote de codecs adicionais. O próprio player da Microsoft, o Windows Media Player, reconhece automaticamente este formato.

AVI
AVI é a sigla para Audio Video Interleave. Este formato, desenvolvido pela Microsoft, serve como contêiner para faixas de vídeo e áudio. Ou seja, um arquivo AVI contém tanto um arquivo de áudio quanto um arquivo de vídeo, ambos encapsulados, de forma que, quando o arquivo é reproduzido, as faixas de áudio e vídeo são executadas de forma sincronizada. Assim como o WMV, o formato AVI costuma ser compatível nativamente com as versões do Windows, exceto quando a compressão dos arquivos de áudio e/ou vídeo utilizam um codec específico. A vantagem deste formato está no fato de ser reconhecido por aparelhos de DVD e Blu-Ray que são compatíveis com o codec DivX.

FLV
FLV é um formato de arquivo de vídeo desenvolvido pela Macromedia, empresa que foi adquirida pela Adobe. O objetivo, neste caso, é utilizar um formato de vídeo acessível pela internet, utilizando o Adobe Flash Player. O Flash Player é uma aplicação disponível para a maioria dos navegadores web, como Internet Explorer, Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari etc. A vantagem do formato FLV está no tamanho reduzido dos arquivos, o que, em alguns casos, pode diminuir a qualidade do vídeo.

MOV
MOV é um formato de arquivo de vídeo criado pela Apple, sendo utilizado no software QuickTime (também disponível para Windows). Este formato, basicamente, agrega sequências de vídeo produzidas no QuickTime utilizando codecs específicos desenvolvidos pela própria Apple. Sua vantagem é a compatibilidade com o iPod, a Apple TV, o iPhone e o iPad. Além disso, o formato MOV pode ser utilizado para streaming de vídeo.

RMVB
RMVB é a sigla para Real Media Variable Bitrate. Este formato foi desenvolvido pela RealNetworks. A ideia deste formato é variar a taxa de dados de acordo com complexidade das imagens em cada quadro do vídeo, ao contrário do formato RM, que apresenta taxa constante. A grande vantagem deste formato é o tamanho reduzido dos arquivos, graças ao nível de compressão utilizado pelos codecs. Um arquivo RMVB costuma ter, aproximadamente, metade do tamanho de um arquivo AVI, sem que a qualidade do vídeo seja muito comprometida. Normalmente, utiliza-se o RealPlayer para a execução desse formato.

MPEG
MPEG é a sigla para Moving Picture Experts Group. Este formato foi definido pela ISO com a finalidade de padronizar a compressão e a transmissão de áudio e vídeo. Um arquivo MPEG contém áudio e vídeo digitais codificados conforme os padrões indicados pelo comitê ISO. Dentro desse formato existem os padrões MPEG-1 (utilizado para VCD), MPEG-2 (utilizado em DVD) e MPEG-4.

MKV
MKV é um formato de vídeo criado pela Matroska Association. Neste formato, as trilhas de áudio, vídeo e legendas são encapsuladas em um único contêiner, suportando diversos formatos. Além disso, os arquivos podem ter anexos como JPEGs, letras de músicas, filtros decodificadores etc. O MKV costuma ser utilizado para vídeos de alta resolução, entretanto, normalmente é necessário utilizar um programa específico e/ou um pacote de codecs compatíveis com o formato.

error: Content is protected !!